Blogue Notícias do Pedal, diáriamante tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt

Estatuto Editorial Ficha TécnicaContactos Apresentação Galeria Multimédia

Ciclismo

“Clássica Aldeias do Xisto”
Joni Brandão ganha a Clássica e Mendonça leva a Taça

 

Por: José Carlos Gomes
Joni Brandão (Efapel) venceu a Clássica Aldeias do Xisto, uma exigente corrida de 153,4 quilómetros, entre Pedrógão Pequeno, Sertã, e Gondramaz, concelho de Miranda do Corvo. Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista) foi o segundo a cortar o risco e conquistou a Taça Portugal Jogos Santa Casa. Fábio Costa (UD Oliveirense/InOutBuild) ganhou a Taça de Portugal na categoria de sub-23.
A corrida foi muito disputada desde o início, formando-se sucessivos grupos de fugitivos, uns mais numerosos do que outros, mas nunca sem conseguirem cavar uma diferença para o pelotão que excedesse os dois minutos.
Na aproximação a Gondramaz, Óscar Hernández (Aviludo-Louletano), um dos homens que foram animando a jornada em diferentes movimentações, decidiu partir em solitário, mas também ele não resistiu à perseguição do pelotão, onde a Efapel assumiu a maior parte das despesas.
As decisões ficaram para os últimos 5,5 quilómetros, em subida, com uma inclinação média de 8,5 por cento e rampas com pendentes próximas dos 20 por cento. Óscar Hernández ainda abordou as primeiras rampas na cabeça da corrida, mas os homens que se apresentaram com intenção de ganhar a corrida e a Taça não deram hipóteses.
Joni Brandão atacou, a menos de 4 quilómetros do fim, e fez uma “cavalgada” em solitário até à meta, com tempo para celebrar o triunfo, agradecendo os aplausos do entusiástico público presente em Gondramaz.
“É uma subida nova no ciclismo, dura, com poucos pontos de descanso. Precisamos muito deste tipo de chegadas, porque muitas vezes fazemos corridas duras e o final acaba por não ser muito exigente. Dou os parabéns à Federação Portuguesa de Ciclismo por ter escolhido este percurso”, afirmou Joni Brandão, após o final da corrida.
O corredor da Efapel explicou que “conhecia a subida, devido ao reconhecimento na véspera da prova. Não planeei atacar num ponto ou noutro, decidi arrancar porque me senti bem e pude vencer, um triunfo que dedico à equipa, que trabalhou muito desde o quilómetro inicial”, concluiu o vencedor da terceira edição da Clássica Aldeias do Xisto.
O segundo a cortar a meta foi Luís Mendonça, a 32 segundos do vencedor. Henrique Casimiro (Efapel) fechou o pódio do dia, a 58 segundos do vencedor. O resultado permitiu a Luís Mendonça a conquista da Taça de Portugal Jogos Santa Casa na categoria de elite, com 125 pontos. Seguriam-se Joni Brandão, com 77, e Jonathan Lastra (Caja Rural-Seguros RGA), com 75.
“A equipa merecia esta vitória na Taça de Portugal Jogos Santa Casa, é um resultado que nos sabe muito bem. Tenho vindo a fazer um trabalho de perda de peso para subir com os melhores. Parece que estou a colher frutos e, desta forma, poderei chegar à Volta a Portugal com outro tipo de objetivos”, revelou Luís Mendonça.
Fábio Costa (UD Oliveirense/InOutBuild) conquistou a Taça de Portugal Jogos Santa Casa em sub-23, seguido por Gonçalo Leaça (LA Alumínios-LA Sport) e por Jorge Magalhães (W52-FC Porto). Coletivamente, a W52-FC Porto venceu a Taça de elite e a Sicasal/Constantinos em sub-23.
Nas classificações secundárias da Clássica Aldeias do Xisto impuseram-se Luís Fernandes (Aviludo-Louletano), rei dos trepadores, e Jorge Magalhães, melhor sub-23. A Efapel ganhou por equipas.
Fonte: FPC


Estatuto Editorial Ficha TécnicaContactos Apresentação Galeria Multimédia

Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 2019 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1364x558