Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt

Estatuto Editorial Ficha Técnica Apresentação Galeria Multimédia Contactos

Ciclismo

“Volta a Portugal Edição Especial, a Volta de 2020 já passou à história, e Amaro Antunes entrou na mesma ao ganhar a camisola amarela”

Texto: José Morais
Fotos:
Federação Portuguesa Ciclismo
A edição da Volta a Portugal 2020 foi sem dúvida atípica, esquisita, e muito estranha, em especial por ter sido realizada fora da sua habitual, e a parte mais negativa da mesma, foi sem dúvida a falta de público a assistir, nas partidas, nas chegadas, e nas etapas mais míticas, a Senhora da Graça e a Serra da Estrela ao alto da Torre, apesar de algumas partes dos percurso muitos vieram à estrada apoiar os ciclistas.
Como eu, muitos não acreditavam na realização da edição deste ano, porem, a mesma foi realizada, e estão de parabéns a organização da Federação Portuguesa de Ciclismo, as entidades que apoiaram a mesma para que se pudesse realizar, as equipas participantes com os ciclistas, eles que eram o heróis da Volta, e o publico em geral que felizmente praticamente se comportou corretamente, muitas vezes não usando era mascara.
Apesar de muitas vezes criticados, temos de dar os parabéns à RTP pelo excelente trabalho feito, por uma equipa de profissionais que deram o seu melhor, e diariamente nos traziam as melhores imagens, os melhores momentos, e os testemunhos dos intervenientes.
Temos de dar os parabéns aos ciclistas nacionais onde tivemos no top dez da classificação seis portugueses, e ainda dois espanhóis que correm em equipas portuguesas. Também as equipas nacionais brilharam, com três a ficarem nos três primeiros lugares, a W52-FC Porto juntou o triunfo coletivo ao individual, diante da Rádio Popular-Boavista e da Efapel.
Mas, dois portugueses deram cartas em outras tantas classificações, o caso do português Luís Gomes (Kelly-Simoldes-UDO), a leva para casa a Camisola Vermelha Cofidis dos pontos. Hugo Nunes (Rádio Popular-Boavista) foi o dono da Camisola Branca e Vermelha Fidelidade, da montanha, apenas o britânico Simon Carr (Nippo Delko Provence) conquistou a Camisola Branca IPDJ, da juventude, não esquecendo "Prémio Sacrifício" para o único Sérgio Paulinho.
Amaro Antunes conquistou Volta a Portugal em Lisboa, Gustavo César Veloso impôs-se na oitava e última etapa, um contrarrelógio individual de 17,7 quilómetros, disputado na capital. Nas derradeiras pedaladas confirmaram o favoritismo portista, E Gustavo Veloso puxava dos galões de contrarrelogista e, depois de abrir a Volta a ganhar o prólogo em Fafe, fechou a corrida impondo-se no contrarrelógio lisboeta, o galego completou o exercício individual em 21m34s, à média de 49,243 km/h.
Mas o algarvio Amaro Antunes, não sendo contrarrelogista, defendeu-se da melhor forma, selando a conquista da Camisola Amarela Jogos Santa Casa, azar bateu à porta de Frederico Figueiredo (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel) começou a etapa no segundo lugar da geral, mas terminou no 26.º lugar na etapa, a 1m10s de Gustavo César Veloso, o que o obrigou na posição a trocar de posição Gustavo Veloso, o qual anunciou que iria correr mais um ano, porque nesta Volta nem sequer pude conviver com os adeptos”, dizia Gustavo Veloso no final da Volta.
A Volta a Portugal Edição Especial teve três dias que se revelaram essenciais na definição do pódio, a de Gustavo Veloso a aproveitar o prólogo e o contrarrelógio para se colocar na segunda posição, e a de Amaro Antunes e Frederico Figueiredo, a desferirem um golpe na concorrência. na etapa da Senhora da Graça
E foi assim, chegamos ao final desta tão complicada Volta, que logo no seu início a mesma estremeceu, com um caso positivo de Covid na formação da Seleção Nacional, a qual não pode alinhar à partida, mas que felizmente acabou por se realizar sem surgir mais nenhum caso.
Nós terminamos hoje as reportagem da Volta a Portugal Edição Especial 2020, infelizmente não marcamos presença fisicamente provocado pela pandemia, mas diariamente durante nove dias assistimos às imagens pela TV, ao mesmo tempo que em parceria com a Federação Portuguesa de Ciclismo, conseguimos ir transcrever a etapa km a km, e no final de cada etapa, era publicado imediatamente os resultados, e fotos da chegada e classificações da etapa, um trabalho sem dúvida inovador da nossa parte, mas que nos deu imensa satisfação em fazer, esperando em 2021, marcamos fisicamente presença em mais uma edição da Volta da Portugal em Bicicleta.
Ficam assim mais uma vez os parabéns à Federação Portuguesa de Ciclismo, pela excelente organização.


Estatuto Editorial Ficha Técnica Apresentação Galeria Multimédia Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 2020 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533