Estatuto Editorial  ●  Ficha Técnica  ●  Links  ●  Calendários  ●  Galeria Multimédia  ●  Contactos


Ciclismo


“Troféu Internacional Município de Anadia/Rui Oliveira terceiro na disciplina olímpica de omnium”

 

 

 

Por: José Carlos Gomes
O português Rui Oliveira foi o terceiro classificado na prova de omnium do Troféu Internacional Município de Anadia, competição que decorreu no Velódromo Nacional, em Sangalhos.
O concurso de omnium teve a participação de um lote de corredores muito forte, proporcionndo um espectáculo de grande intensidade. Apesar da enorme valia dos opositores, Rui Oliveira esteve à altura dos rivais, contando com o apoio dos companheiros de Seleção, Ivo Oliveira, João Matias e César Martingil.
Rui Oliveira chegou à corrida por pontos, quarta e última prova do programa de omnium, no segundo lugar da geral. A corrida decisiva foi marcada por um ritmo avassalador e por constantes ataques dos principais candidatos ao pódio. Os mais fortes, ganhando duas voltas ao pelotão, foram o espanhol Sebastián Mora e o estadunidense Daniel Holloway, que terminaram por esta ordem, o ibérico com 151 pontos e o americano com 144. O ciclista luso fechou o pódio, com 139.
É um resultado de enorme relevância, dado ter sido conseguido na primeira corrida da nova época de Rui Oliveira, que apenas foi batido pelo multimedalhado Sebastián Mora e pelo vencedor da corrida de omnium da Taça do Mundo Daniel Halloway.
Ivo Oliveira foi o sétimo classificado, com 112 pontos, João Matias foi 13.º, com 41, e César Martingil acabou na 17.ª posição, com 15.
A corrida feminina de omnium foi controlado pela canadiense Stephanie Roorda, que terminou o concurso com 156 pontos, mais dez do que a norueguesa Anita Yvonne Stenberg. A holandesa Winanda Spoor fez uma boa corrida por pontos, o que lhe valeu o degrau mais baixo do pódio, com 111 pontos. Maria Martins, ainda em idade júnior, foi 13.ª classificada, com 48 pontos.
O escocês John Archibald dominou a prova de scratch, sendo o único corredor a ganhar uma volta sobre o pelotão, o que lhe valeu o triunfo confortável. Os outros dois lugares no pódio foram ocupados por holandeses, Wim Stroeting, segundo, e Roy Eefting, terceiro. Pela Equipa Portugal alinharam João Matias, que esteve na discussão do pódio, acabando em quinto, e César Martingil, que foi o vigésimo classificado.
Também se disputaram os contrarrelógios de velocidade. O britânico Daniel Bigham ganhou a prova masculina de 1 km, com 1’02’’466. O candiense Stefan Ritter foi o segundo classificado, com 1’02’’930. Seguiu-se o belga Ayrton de Paw, com 1’03’’743.
A holandesa Elis Ligtlee impôs-se nos 500 metros femininos, com um registo de 34,890 segundos. A lituana Migle Marozaite foi a segunda mais rápida, com 35,003. O registo de 35,715 segundos valeu o terceiro lugar à canadiense Amelia Walsh.
Também contemplou-se as provas para juniores. O francês Donovan Grondin ganhou a corrida por pontos, com 41. O compatriota Victor Charlot foi o segundo mais pontuado, com 38, enquanto o basco Jon Arakama fechou o pódio, com 31. O melhor luso, no quarto posto, foi Rodrigo Silva (Rádio Popular-Boavista), com 25 pontos.
Donovan Grondin também se impôs em omnium, com 153 pontos, deixando a larga distância o segundo melhor, o basco Beñat Felipe. Victor Charlot foi terceiro, com 110, “roubando” o pódio ao luso Miguel Salgueiro, que foi quarto, apenas por dois pontos.
Fonte: FPC


 

Revista Notícias do Pedal


Estatuto Editorial  ●  Ficha Técnica  ●  Links  ●  Calendários  ●  Galeria Multimédia  ●  Contactos

Copyright © 2017 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1598x690