Blogue Notícias do Pedal, diáriamante tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt

Estatuto Editorial Ficha TécnicaContactos Apresentação Galeria Multimédia

Triatlo

“Mais um sucesso no Triatlo de Oeiras 2019”
No dia 5 de maio realizou-se o Triatlo de Oeiras que recebeu cerca de 1000 inscritos

 

O Triatlo de Oeiras incluiu duas distâncias, sprint e super sprint nas diferentes competições: o Campeonato Nacional Individual de Triatlo Sprint, em Elites, Escalões e Grupos de Idade e Paratriatlo e as duas provas abertas direcionadas a todos aqueles que quisessem participar.
Quase a tocar as temperaturas de verão, o dia amanheceu quente, tranquilo e sem nuvens, embora ao longo da tarde o vento tivesse vindo a aumentar um pouco, o que obrigou um maior esforço por parte dos atletas.

Campeonato Nacional Individual de Triatlo Sprint
No Campeonato Nacional Individual de elites o percurso de ciclismo incluiu quatro voltas, o que para além da espetacularidade, proporcionou um maior apoio do público aos seus atletas preferidos. Em termos competitivos foi uma prova diferente do habitual, já que tanto em elites como em cadetes, os atletas vencedores em femininos e masculinos destacaram-se do grupo perseguidor logo à saída da primeira transição, percorrendo sozinhos os dois últimos segmentos, evidenciando um nível muito elevado.
Madalena Almeida, do Clube de Natação Torres Novas, conquistou o título de Campeã Nacional de Triatlo Sprint com uma prova de alto nível concluindo em 01:09:19, sendo a primeira a sair da água, continuando na primeira posição no ciclismo, segmento que fez isolada e onde foi ganhando vantagem para a corrida; chegou à meta com uma vantagem de 1´22’’ para Maria Tomé, do OutSystems Olímpico de Oeiras, que concluiu em segundo lugar com 01:10:41. Na terceira posição ficou Andreia Ferrum, também do Olímpico, atleta que venceu em 2018, com o tempo de 01:10:47.
Depois de um bom resultado na Taça da Europa de Quarteira, uma 5ª posição na geral feminina, Madalena Almeida estava confiante para esta prova: «A prova correu bem, senti-me constante em todos os segmentos e, apesar de sozinha, tentei impor ritmo»! A atleta do Clube de Natação Torres Novas referiu que se sentiu forte, apesar de alguma agitação marítima na altura da prova e um pouco de vento contra depois do retorno no ciclismo. «Correu tudo bem, senti que estava a ganhar tempo no ciclismo, o que me deixou motivada para continuar! Para a semana há mais na Taça da Europa de Sines e Campeonato do Mediterrâneo!».
Na competição masculina, foi Ricardo Batista que venceu a prova fazendo a competição isolado dos restantes: saiu da água em primeiro lugar, juntamente com mais dois atletas, mas a partir do ciclismo alcançou vantagem, mantendo a distância até ao final.

Ricardo Batista terminou a prova em primeiro lugar com o tempo de 00:59:07, Tiago Fonseca, do OutSystems Olímpico de Oeiras, ficou na segunda posição com 01:00:33 e na terceira posição ficou o atleta do Estoril Praia Credibom, Rafael Domingos, com o tempo de 01:00:36.
«Foi uma prova bastante diferente da competição da semana anterior na Taça da Europa em Quarteira, acabei por fazê-la praticamente sozinho», refere Ricardo Batista. O mesmo atleta elogia o percurso como sendo ‘bastante envolvente com bastante apoio do público’. «Senti-me muito bem durante toda a prova, talvez devido ao bom trabalho desenvolvido na pré-época que me levou a estar nos meus picos de forma nestas semanas de provas».
O atleta do Torres Novas contou que foi a primeira vez que pedalou sozinho numa prova, o que lhe proporcionou sensações diferentes do habitual: «Sou eu contra mim, claro que dou sempre o meu melhor, mas é necessário gerir o esforço para não ir sempre no limite, tendo em conta que não podemos chegar à corrida completamente esgotados, se não pode não sair nada de jeito».
A próxima prova será em Sines, na Taça da Europa e Campeonato Mediterrâneo no dia 11 de maio, onde alguns dos atletas que competiram no Triatlo de Oeiras vão também estar presentes: Madalena Almeida, Ricardo Batista, Maria Tomé, Tiago Fonseca, Rafael Domingos, Afonso do Canto, João Mansos, José Vieira e Gil Maia, além de outros atletas nacionais (ver convocatória aqui ) e estrangeiros.

Campeonato Nacional de Cadetes
Realizou-se também o Campeonato Nacional de Cadetes, na distância super sprint, que se constituiu também como prova de seleção para o Campeonato da Europa de Youth, que irá realizar-se dia 20 de junho em Kitzbühel, na Áustria.
Foi uma prova de grande nível, com destaque para os vencedores, Inês Rico e Alexandre Montez, que fizeram a competição isolados dos restantes atletas, uma situação que já tinha acontecido no Campeonato Nacional Individual de Triatlo Sprint, no escalão de elites.
A vencedora da competição feminina, disputada na distância super sprint, foi Inês Rico, do Alhandra Sporting Club, com 00:32:18, em segundo lugar ficou Rafaela Cananó Silva, do Clube de Natação do Cartaxo, com o tempo de 00:34:40 e Maria Gonçalves, do Clube do Triatlo do Fundão, subiu à terceira posição do pódio concluindo a prova em 00:35:06.
O Campeonato Nacional de Cadetes foi ganho em masculinos por Alexandre Montez, do OutSystems Olímpico de Oeiras, com 00:28:42, seguido de Rui Sousa, da Associação Naval Amorense, que conquistou a segunda posição com o tempo de00:29:09, enquanto Gonçalo Mendes, do Clube de Natação Torres Novas ficou em terceiro desta competição completando a prova em 00:29:23.

Campeonato Nacional de Paratriatlo
Na prova de paratriatlo participaram três atletas, com Filipe Marques, da Associação Naval Amorense, em primeiro lugar do escalão PTS5, com o tempo de 01:02:10, Luís Ferreira, do Clube Triatlo de Viseu, primeiro no escalão PTDF, com 01:11:14 e José Freire, individual e segundo do escalão PTS5, que concluiu a prova em 01:25:24.
O Triatlo de Oeiras contou também com a participação de muitos atletas não federados, alguns que têm aqui neste triatlo a sua primeira experiência competitiva, e que festejaram visivelmente felizes a chegada à meta, motivados pela superação do desafio.
Inspirador foi também a participação dos IronBrothers, a dupla de irmãos Miguel e Pedro Ferreira Pinto que superaram a distância juntos concluindo um triatlo sprint em 01:54:58.
Isto podia ser uma prova de superação ‘normal’, não fosse o Pedro ter paralisia cerebral o que lhe provoca imobilidade e ser o irmão Miguel que o transporta durante toda a prova proporcionando uma experiência conjunta muito enriquecedora: Miguel nadou arrastando a embarcação com o irmão na natação, percorrendo seguidamente os outros dois segmentos numa cadeira adaptada à bicicleta, a mesma que é empurrada na corrida. Uma verdadeira inspiração que nos transmite a todos uma vontade de nos superarmos no triatlo e na vida!

Campeonato Nacional de Grupos de Idade
O Triatlo de Oeiras contou também com o Campeonato Nacional dos grupos de idade, atletas que participaram em força nesta competição. O primeiro atleta a cortar a meta, com 00:58:11, foi Miguel Tomé, do SFRAA, que conquistou o título de Campeão Nacional 20-24 e a primeira mulher foi Beatriz Ferreira, do Núcleo do Sporting da Golegã, com 01:08:27, campeã de juniores de Triatlo Sprint.

Campeãs Nacionais Grupos de Idade
Cadetes: Joana Tomé, do CCDSintrense, com 01:09:15
Juniores: Beatriz Ferreira, do Núcleo do Sporting da Golegã, com 01:08:27
GI 20-24: Maria Medeiro, do Outsystems Olímpico de Oeiras, com 01:09:49
GI 25-29: Cristiana Martins, do Estoril Praia Credibom, com 01:16:52
GI 30-34: Ana Machado F 30-34 CCDSintrense 01:10:01
GI 35-39: Ana Martinho F 35-39 Alhandra Sporting Club 01:12:15
GI 40-44: Dina Martins, do Fc Ferreiras, com 01:13:07
GI 45-49: Fernanda Marques Santinha, do Clube Oriental de Lisboa, com 01:11:52
GI 50-54: Isabel Moreira, do Triatlo Fundação Salesianos, com 01:15:57
GI 55-59: Madalena Caninas, do Clube Oriental de Lisboa, com 01:27:05

Campeões Nacionais Grupos de Idade
Cadetes: Diogo Tomé, do Peniche A. C., com 00:59:56
Juniores: Hugo Figueiredo, do GDR Manique de Cima, com 00:59:47
GI 20-24: Miguel Tomé, do SFRAA TRIATLO, com 00:58:11
GI 25-29: Gonçalo Santos, do OutSystems Olímpico de Oeiras, com 00:58:28
GI 35-39: Bruno Santos, do CNCVG, com 00:59:01
GI 35-39: Bruno Pais, do Estoril Praia Credibom, com 00:58:31
GI 40-44: Marco Sousa, do Clube de Natação de Torres Novas, com 01:00:03
GI 45-49: Gonçalo Neves, do Clube de Natação de Torres Novas, com 01:00:55
GI 50-54: António Calafate, do Núcleo do Sporting da Golegã, com 01:01:59
GI 55-59: Paulo Paula Carvalho, do Sporting Clube de Portugal, com 01:06:08
GI 60-64: Carlos Brito, do Vitória de Janes, com 01:01:40
GI 65-69: Carlos Barata Correia, do Clube Oriental de Lisboa, com 01:18:22
Foi mais um emblemático Triatlo de Oeiras em que estão todos de parabéns, pelo ambiente fantástico, pela competição de alto nível, por cada um ter superado o objetivo.
Muitos parabéns a todos, às elites, aos age groups, a todos os participantes estreantes e experientes, para o ano o Triatlo de Oeiras volta para mais uma edição!
Fonte: FTP

~


Estatuto Editorial Ficha TécnicaContactos Apresentação Galeria Multimédia

Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 2019 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1364x558