Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt

Estatuto Editorial Ficha Técnica Apresentação Galeria Multimédia Contactos

Editorial

Olá caros leitores

Estamos de volta com a edição de junho, a número 298, não com muitas paginas, mas os tempos são difíceis, estão complicados, e neste momento muito incertos, já no que diz aos eventos de bicicleta, sendo eles de competição ou de lazer, nada está garantidos nas diversas modalidades.

Nesta edição escolhi para este espaço a 82ª Edição Volta a Portugal em Bicicleta…onde pergunto “E agora. Como vai ser?, que respeito existe para com os ciclistas?”

Escrevi recentemente um pequeno artigo sobre a Volta a Portugal, onde iniciava com a frase “SERÁ O PRINCÍPIO DO FIM…”, parece que estava a adivinhar o que por ai vinha, depois de Viana do Castelo se recusar a receber a Volta, veio a vez de Viseu, e a incógnita da Guarda, e até talvez outras recusas, de que até ao momento não temos conhecimento, como ainda a antecipação da RTP em relação à organização, a confirmar o cancelamento da prova.
A DGS-Direção Geral de Saúde deu luz verde para a realização da Volta, já que com medidas restritas, a mesma se poderia realizar, já na apresentação e confirmação do Grande Prémio Joaquim Agostinho, a realização da Volta estava quase confirmada, mesmo em cima da hora, a mesma ia para a frente, porem, a pior notícia surgiu, o cancelamento, e a incógnita de que a mesma se possa vir a realizar noutra data.
É lamentável estes acontecimentos, é uma falta de respeito pela modalidade, pelos ciclistas, por quem depende da mesma para sustentar a família, para sobreviver no seu dia a dia, onde muitos ciclistas estão dependentes das competições, nas mais diversas áreas, e não só, os patrocinadores, as organizações, os trabalhadores ligados ao ciclismo, e muito mais.

Continuamos na dúvida, da parte da organização da Volta
pouco fumo a sair, o comunicado saído à dois dias pela Podium, pouco ou nada adianta nas alternativas, apenas limitado a que se está estudando outras alternativas, apesar de pouco adiantar sobre os que irá passar, veio tarde, deixando ciclistas, equipas, patrocinadores nas nuvens, tentando saber algo, que continua ainda muito enrolado, e debaixo de grande nevoeiro.
Sei que organizar não é fácil, só para quem o nunca fez, não dá valor, porque organizar a Volta não é fácil, e todos nós sabemos que a mesma depende muito das partidas e chegadas, ou seja das autarquias, mas penso que os intervenientes na prova, sejam eles ciclistas, equipas, patrocinadores, e público em geral, já que este é que vai para a estrada apoiar e dar o calor ao ciclista quando passa na estrada, devem de ser mais informados, e serem mais respeitados, a modalidade merece respeito, e a mesmo não o está a ser feito.
Respeito que… não possui desde o início da pandemia, tanto da parte da DGS- Direção Geral de Saúde, do governo, já que a bicicleta não é redonda como a bola, e todas as modalidades que se praticam com a mesma, sendo o ciclismo uma modalidade do terceiro mundo, onde ninguém respeita, e pelo mesmo caminho vai a organização da Volta a Portugal, fechando-se em copas, não dando a cara, não esclarecendo, deixando todos na incerteza.
Tenham respeito pelo ciclismo e todos que dependem do mesmo, vamos apoiar, e dar força, a modalidade merece, porque senão isto “SERÁ O PRINCÍPIO DO FIM…”, e muitas equipas ficaram sem dúvida pelo caminho.
Pensem, e reflitam…

                                                                                                                José Morais (diretor)


Estatuto Editorial Ficha Técnica Apresentação Galeria Multimédia Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 2020 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533