Hoje é:

  Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt -»  Clique...
 

Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
 
 
 
Ciclismo
 
 

“O décimo corredor, aquele que vai fechar o elenco da Equipa Profissional de
Ciclismo Glassdrive / Q8 / Anicolor para a Época de 2023”

 

Foto: João Fonseca Photographer
Frederico Figueiredo, este puro trepador, nome que é referência no pelotão nacional, continua com a Equipa Profissional de Ciclismo Glassdrive / Q8 / Anicolor até 2024, sendo uma das apostas para o futuro da estrutura nos próximos anos.

Frederico Figueiredo reforça Glassdrive / Q8 / Anicolor até 2024

Frederico Figueiredo continua a ser uma das apostas fortes da Equipa Profissional de Ciclismo Glassdrive / Q8 / Anicolor, com quem renovou até 2024. Este puro trepador, referência no pelotão nacional, prossegue de amarelo flúor e com aspirações fortes já para 2023, após concluir uma época de sonho, onde se destaca a sua terceira vitória consecutiva no Troféu Joaquim Agostinho, um feito jamais alcançado até à data.
Frederico José Oliveira Figueiredo, 31 anos (25/05/1991), é natural de São Sebastião da Pedreira, Lisboa, mas vive em São João de Ver. Foi talhado para a montanha, onde poucos o batem e é um corredor muito regular. Em 2022 fez uma época brilhante. Foi este corredor que trouxe a primeira vitória à equipa, ao vencer a Clássica Aldeias do Xisto. Voltou a erguer os braços em maio, ao triunfar na Volta a Albergaria-a-Velha.
Com o Troféu Joaquim Agostinho chegavam as primeiras emoções fortes da temporada. Frederico Figueiredo venceu a 3.ª Etapa e fez história no prémio de Torres Vedras, ao vencer três edições seguidas, feito que nenhum outro corredor alcançou. Mas ainda havia muita época pela frente e foi na 83.ª Volta a Portugal que mostrou do que é capaz, venceu a 5.ª Etapa, no alto do Observatório de Vila Nova, em Miranda do Corvo, naquela que foi a estreia desta chegada na prova rainha. Vestiu de Amarelo neste dia até ao desfecho da competição, onde “passou o testemunho” a Mauricio Moreira, vencedor da Volta. Frederico Figueiredo seria o 2.º classificado e o melhor português na prova.
“Nova temporada, novas caras, o mesmo ADN: lutar para ganhar as corridas em que entramos. Sabemos que os números alcançados este ano põem a fasquia num nível muito elevado, mas vamos trabalhar da forma mais profissional, não prometendo fazer melhor que esta época, mas sim prometer que iremos fazer de tudo para dignificar a equipa e todos os nossos patrocinadores e parceiros. Que seja um grande 2023”, adiantou Frederico Figueiredo.
Já Rúben Pereira, Diretor Desportivo da Glassdrive / Q8 / Anicolor, considera que “atualmente Frederico Figueiredo é a figura do ciclismo português no pelotão nacional. É um ciclista muito competitivo, um dos maiores ganhadores da atualidade e quando se apresenta para trabalhar é exímio no que faz. Tem demonstrado na nossa estrutura, desde que entrou em 2021, que é um ganhador e que dá muito à equipa. Aporta muito grupo à nossa estrutura, é uma peça fundamental e muito importante nesta equipa e no seu funcionamento. É uma das nossas apostas para o futuro da estrutura nos próximos anos”.
Fonte: Equipa Profissional de Ciclismo Glassdrive / Q8 / Anicolor

 
  Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 1999 a 2022 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533