Hoje é:

  Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt -»  Clique...
 

Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
 
 
 
Ciclismo
 
 

“Condenação de Mathieu Van der Poel por agressão a adolescentes anulada”
Tribunal de Sydney entendeu que, apesar de as ações de Van der Poel poderem ter sido "perturbadoras", resultaram "de uma conduta irritante e invasiva”

 

Por: Lusa
Foto:
Action Images
A condenação do ciclista holandês Mathieu van der Poel por agressão a duas adolescentes, em setembro, num hotel nos arredores de Sydney, foi anulada numa audiência de recurso, anunciou a cadeia pública australiana ABC.
Em 26 de setembro, 'MVDP', uma das maiores 'estrelas' do ciclismo mundial, declarou-se culpado de agressão a duas adolescentes e foi condenado a pagar duas multas uma de 1.000 e outra de 500 dólares australianos, um total de 1.010 euros, uma decisão que foi anulada por um tribunal de Sydney, revelou o advogado do corredor, Michael Bowe, à ABC.
Van der Poel foi detido horas antes de disputar a prova de fundo dos Mundiais de Wollongong, devido a uma altercação com duas adolescentes no hotel onde estava instalado.
"Houve uma pequena discussão. Quis deitar-me cedo mas havia muitos miúdos no corredor do hotel, que não paravam de bater à minha porta. A dada altura, fartei-me. Pedi-lhes, de forma muito simpática, que parassem. Foi então que a polícia foi chamada e me levou", contou o corredor neerlandês aos jornalistas, em 25 de setembro, antes do início da prova de fundo dos Mundiais, da qual viria a desistir cerca de 30 quilómetros depois do arranque.
A polícia da Nova Gales do Sul (Austrália), sem nunca identificar Van der Poel, confirmou à agência France-Presse nesse dia ter detido um homem de 27 anos (a idade do ciclista), acusado de dois casos de "agressão" contra duas adolescentes.
"Pelas 22:40 [locais, menos nove horas em Lisboa] de sábado, um homem esteve envolvido numa altercação verbal com duas adolescentes de 13 e 14 anos num hotel de Brighton-Le-Sands. De acordo com os factos presumidos, ele terá empurrado as duas adolescentes, tendo uma caído ao chão e outra sido projetada contra a parede, o que lhe causou um pequeno arranhão no cotovelo", informou a polícia em comunicado.
Na mesma nota, a polícia do estado da costa leste australiana precisava que, na sequência do incidente, a direção do hotel foi "informada" e, "de seguida, a polícia foi chamada", com "um homem de 27 anos a ser detido pouco depois", sendo levado para a esquadra de Kogarah, onde foi "acusado por dois casos de agressão".
Libertado sob caução, Van der Poel, que era um dos grandes candidatos à camisola arco-íris, ainda alinhou na prova de fundo, conquistada pelo belga Remco Evenepoel, mas acabou por desistir, por estar "mentalmente destruído", segundo o manager da Alpecin-Fenix, Christoph Roodhooft.
De acordo com o diário Daily Telegraph, o juiz Ian Bourke, do tribunal de Sydney, entendeu que, apesar de as ações de Van der Poel poderem ter sido "perturbadoras" para as jovens, resultaram "de uma conduta irritante e invasiva", que escalou para "um grau significativo de provocação".
À ABC, o advogado do ciclista, Michael Bowe, considerou a anulação da condenação "um excelente resultado".
"Ninguém quer 'carregar' uma condenação para o resto da vida. Na minha opinião, a condenação nunca deveria ter sido proferida, algo que foi corroborado pelo tribunal do distrito", acrescentou.
Em lugar do pagamento das multas, Van der Poel ficará em liberdade condicional durante 12 meses, durante os quais não deve cometer qualquer infração, detalhou ainda a ABC.
Fonte: Record on-line

 
  Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 1999 a 2022 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533