Hoje é:

  Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt -»  Clique...
 

Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
 
 
 
Pump Track
 
 

“Eddy Clerte e Eloise Donzallaz triunfam na etapa portuguesa do Red Bull UCI Pump Track”
Campeonato reuniu 65 atletas de 10 países
 

Por: Record
Foto:
Hugo Silva / Red Bull Content Pool
Lisboa recebeu pelo terceiro ano consecutivo, o Red Bull UCI Pump Track World Championships. Em causa estava o apuramento para a final mundial que se disputa em novembro no Chile. Um total de 65 atletas de dez países, com maioria para Portugal e Espanha, alimentou uma jornada de oito horas de ação.
Esta nova modalidade reúne atletas amadores com profissionais do ciclismo, oriundos de diferentes estilos, como o Btt Down Hill, Four Cross, Dirt Jump e a modalidade olímpica de Bmx Race. Foi isso mesmo que se viu na pista do Parque das Nações, com atletas de diferentes estilos e idades a celebrar toda a espetacularidade do Pump Track.
O gaulês Eddy Clerte mostrou porquê de ser o atual campeão do Mundo, ao vencer a grande final masculina de Elite: "Foi muito bom voltar a Lisboa! Esta pista será sempre especial para mim, porque foi aqui que venci, no ano passado, o meu primeiro título mundial. Eu já estava qualificado para a final mundial, mas fiz questão de vir na mesma".
Em femininos Elite, foi a suíça Eloise Donzallaz quem subiu ao lugar mais alto do pódio: "Estou muito feliz pelo resultado que aqui alcancei. Adoro a pista e diverti-me imenso, além de ter atingido o meu objetivo. Agora é tentar ir o mais longe possível no Chile".
Entre os atletas da casa, as medalhas de bronze foram para Matilde Melo e Renato da Silva, consagrados como os primeiros campeões nacionais de Pump Track. A estes, junta-se Mónica Gaboleiro, que integra o lote de qualificados que representarão Portugal na Final Mundial, em Santigo do Chile, em novembro.
A modalidade do Pump Track foi reconhecida pela UCI (Federação Internacional de Ciclismo) em 2018. Consiste em evoluir numa pista de alcatrão, composta por uma sucessão de rolos e curvas, permitindo que os atletas progridam apenas com o balanço do corpo e praticamente sem o uso dos pedais.
A pista do Parque das Nações tem uma extensão total de 285 metros e 16 curvas. A competição coloca na pista um piloto de cada vez com objetivo completar as voltas no mais curto espaço de tempo.
Fonte: Record on-line

 
  Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 1999 a 2022 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533