Hoje é:

  Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt -»  Clique...
 

Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
 
 
 
Ciclocrosse
 
 

“Taça do Mundo de Ciclocrosse, Tom Pidcock estreia-se a vencer em Rucphen”

Por: José Morais
Fotos:
Getty Images
Decorreu mais uma edição da taça do mundo de ciclocrosse, onde se sentiu a ausência de Mathieu van der Poel que recuperava de uma pequena lesão, e ainda Wout van Aert a estagiar com a sua equipa a Jumbo-Visma, Tom Pidcock apresentou-se como um forte candidato, tinha como seu rival o líder atual da competição Eli Iserbyt, os ciclistas tinham pela frente o circuito de Rucphen, o qual devido à atual situação pandémica com muitas restrições, foi realizado sem público.
A corrida que se iniciou muito rápida logo na primeira volta originou diversas quedas, o qual se destacaram na frente mais de uma dezena de participantes, com diversos ciclistas a tentarem destacarem-se e a distanciarem-se, com a vantagem a serem sempre muito curtas, com a movimentação decisiva a ocorrer apenas na penúltima volta, com Eli Iserbyt e Michael Vanthourenhout a ganharem algum terreno, mas Tom Pidcock acaba vencer, estreando-se assim nas vitórias.
Enquanto Tom Pidcock voava para a vitória, Eli Iserbyt tinha imensa dificuldade em concretizar os saltos, sendo fatal para o ciclista líder da taça do mundo de ciclocrosse, com o britânico da INEOS Grenadiers a continuar forte, onde deixava tudo na estrada, e conseguia a sua primeira vitória na taça do mundo de ciclocrosse, com a dupla da Pauwels Sauzen-Bingoal a fazer 2º e 3º lugar respetivamente, e no final Eli Iserbyt mantinha a liderança com uma vantagem muito confortável de 337, contra o seu seguidor Vanthourenhout que possuía menos 109 pontos.
Mas se na prova masculina foi emotiva, a parte feminina também foi bastante, onde a vitória foi também decidida ao sprint, com Lucinda Brand a entrar na frente na reta da meta, mas sendo batida pela campeoníssima Marianne Vos, já que teve a sua melhor ponta final, com Denise Betsema a fechar o pódio, no final, a campeã do mundo Brand, mantém a liderança da taça do mundo de ciclocrosse.

O top 10 da prova masculina ficou assim:

1º Tom Pidcock (GBr) Ineos Grenadiers
2º Eli Iserbyt (Bel) Pauwels Sauzen - Bingoa
3º Michael Vanthourenhout (Bel) Pauwels Sauzen - Bingoal
4º Quinten Hermans (Bel) Tormans Cyclo Cross Team
5º Lºars van der Haar (Ned) Baloise Trek Lions
6º Toon Aerts (Bel) Baloise Trek Lions
7º Laurens Sweeck (Bel) Pauwels Sauzen - Bingoal
8º Corne Van Kessel (Ned) Tormans Cyclo Cross Team
9ºVincent Baestaens (Bel) Cx Team Deschacht-group Hens-containers Maes
10º Toon Vandebosche (Bel) Pauwels Sauzen - Bingoal

O top 10 da prova feminina ficou assim:

1º Marianne Vos (Ned)
2º Lucinda Brand (Ned) Baloise Trek Lions
3º Denise Betsema (Ned)
4º Fem van Empel (Ned)
5º Puck Pieterse (Ned)
6º Annemarie Worst (Ned)
7º Shirin Van Anrooij (Ned)
8º Sanne Cant (Bel)
9º Eva Lechner (Ita)
10º Inge van der Heijden (Ned)

 
  Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 2021 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533