Hoje é:

  Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt -»  Clique...
 

Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
 
 
 
Ciclismo
 
 

“Bradley Wiggins: «Tens que ser um verdadeiro idiota implacável como ciclista»”
Britânico lembrou momentos difíceis na Sky, a relação com Froome e as dificuldades depois do fim da carreira

Por: Record
Foto:
Reuters
Bradley Wiggins recordou os momentos difíceis que viveu na sua carreira, particularmente enquanto corredor da equipa Sky. O ciclista britânico que se iniciou no ciclismo de pista onde conquistou sete medalhas olímpicas, fez a transição para o ciclismo de estrada no qual teve bastante sucesso ao serviço da equipa britânica. Todavia, Wiggins confessou no podcast ‘Geraint Thomas Cycling Club’ que durante esse período viveu momentos difíceis, inclusivamente com o companheiro de equipa Chris Froome, numa época em que ambos estavam a um alto nível.
"Nunca voltei ao Tour. Toda a guerra com Chris Froome foi realmente lamentável. Tive um grande impacto nisso, devido à forma como me comportei. Voltei a ver o Froome, pela primeira vez depois do Tour, num clube noturno. Abraçámo-nos. Falo muito com ele agora. É muito libertador", contou o britânico.
"O ciclismo consome muito e eu era bastante infantil com a forma como manejava as coisas. Acho que isso surgiu do facto de não saber como fazer frente às coisas. Afetou as relações ao meu redor e deixei a Sky em maus termos. E lamento isso, porque fui eu o criador de tudo", relembrou.
"Dave Brailsford [director-geral da Sky] chamou-me com muito dinheiro e acho que o dinheiro me atraiu mais do que qualquer coisa. Pensei que se alguma vez fosse ganhar o Tour, provavelmente teria que voltar àquele sistema que já não gostava mais, em que tinha de estar nessa configuração do Dave. Foi bastante intenso e muito feroz. Perto do fim da Sky, estava bastante sozinho e um pouco solitário. Passava a maior parte do tempo sozinho em casa e não desfrutava. Nunca desfrutei de nada depois de 2012", acrescentou o vencedor do Tour de França de 2012.
Além do duro período que viveu enquanto ciclista, Bradley Wiggins confessou que após terminar a sua carreira, as coisas não melhoraram imediatamente: "Não soube o que queria durante um par de anos. Demorei algum tempo a encontrar-me, para ser honesto. Larguei o ciclismo e tudo o que isso acarretava. Tens que ser um verdadeiro idiota implacável como ciclista. Às vezes transformas-te numa pessoa horrível. Agora, poder continuar comentando sobre o desporto que adoro é um grande privilégio. Ganhar a vida com o ciclismo é genial", explicou o agora comentador.
O próprio Wiggins acabou por admitir que os problemas que teve ao longo da carreira, bem como depois do seu término, podem ter acontecido devido à infância difícil do ex-ciclista.
"Acabei por interpretar um pouco, uma personagem, um papel, provavelmente devido a inseguranças. Tinha este véu de interpretar uma estrela de rock e acho que foi um bom disfarce para caminhar assim pela vida. Não poderia lidar com a fama por mim mesmo".
Fonte: Record on-line

 
  Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 2021 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533