Hoje é:

  Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt -»  Clique...
 

Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
 
 
 
Ciclismo
 
 

“Parabéns EGAN, obrigado por tantas alegrias campeão”

Fotos: Giro de Itália
A Federação Colombiana de Ciclismo, presidida pelo Dr. Jorge Mauricio Vargas Carreño, o comitê executivo, os seus funcionários e a grande família do ciclismo colombiano, parabeniza Egan Arley Bernal Gómez pelo título do Giro de Itália, o segundo pelo país após a conquista de Nairo Quintana em 2014, e o terceiro pela América Latina, acrescentando o prémio do equatoriano Richard Carapaz na temporada 2019.
Para Egan, uma referência indiscutível da nova geração de estrelas do ciclismo mundial, é a segunda vitória em quatro participações em grandes voltas. Ele fez a sua estreia em 2018 com o ex-Team Sky no Tour de França, sendo uma peça vital para o título de Geraint Thomas e o pódio de Chris Froome. Um ano depois, ele surgiu como o primeiro latino-americano a ganhar o título geral do Tour em comemoração ao 100º aniversário da Jaune Jersey. Agora, a sua estreia no Giro, ele recebeu a Camisola Rosa, que fez 90 anos esta temporada.
Aos 24 anos soma no seu recorde 10 títulos profissionais da UCI, deles cinco no World Tour, começando com o Tour da Califórnia em 2018. Depois vieram as conquistas no Paris Nice, Tour da Suíça e Tour de França, sendo o único ciclista na história a alcançar essas alegrias na mesma temporada.
A Itália é um parágrafo separado na sua carreira desportiva, ele que começou o seu caminho com o ciclismo de estrada vencendo o 'Piccolo Fiandre', corrida júnior com a qual Gianni Savio confirmou seu valor e o uniu por quatro temporadas à formação de Androni Sidermec. Dois anos depois, após vencer o Tour de L'Avenir, assinou contrato com a Sky e começou a sua jornada na categoria de topo, onde já conquistou, em apenas três temporadas completas, dois títulos de grandes voltas, um recorde que o coloca à porta de se tornar o oitavo ciclista na história do ciclismo mundial a conquistar o título das três corridas mais importantes do ciclismo internacional. O italiano Vincenzo Nibali foi o último na lista.
Egan Bernal selou no histórico Duomo di Milano uma nova exposição que incluiu duas vitórias na etapa (Campo Felice e Cortina d'Ampezzo), o título de melhor jovem e o segundo lugar na classificação da montanha. Para isso, teve um trabalho excecional da Equipa Ineos, especialmente seu compatriota e amigo Daniel Felipe Martínez, fundamental nas etapas de montanha alta da terceira semana, e que, graças à sua grande apresentação fechou o Top-5 do geral, posição que Carlos Betancur que também ocupou na temporada de 2013.
Assim como em 2014, com o 1-2 de Nairo e Rigoberto Urán, e o título da montanha de Julián Arredondo, a Colômbia recontratou uma performance histórica que enche toda a nação de orgulho.
A todos os representantes colombianos, Harold Tejada (Astana Pro Team), Einer Rubio (Movistar Team), Fernando Gaviria (terceiro na classificação de pontos) e Sebastián Molano (Emirados Árabes Unidos), muito obrigado por deixar o nome do país e do ciclismo colombiano em alta.
Fonte: Federação Colombiana Ciclismo

 
  Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 2021 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533